JORNAL TERESINA NEWS: Agosto 2017
loading...

quinta-feira, 10 de agosto de 2017

Operação prende empresários e políticos ligados a roubo de carga
Polícia Federa: Primeira fase da operação, a Hicsos I, já havia prendido 104 envolvidos nos roubos
© Agência Brasil Primeira fase da operação, a Hicsos I, já havia prendido 104 envolvidos nos roubos
Uma força-tarefa formada pela Polícia FederalPolícia Rodoviária Federal e Polícia Militar de Goiás, além do Ministério Público de Goiás deflagrou uma operação nesta quinta para interromper as atividades de um grupo de empresários e políticos que financiavam o roubo de cargas em várias cidades do Brasil.
Operação Hicsos II cumpre 91 mandados judiciais, sendo 40 mandados de prisão em Goiás, Mato Grosso, Minas Gerais, Paraná, Santa Catarina e no Distrito Federal. Entre os alvos de prisão há uma vereadora suplente, acusada de lavar dinheiro para membros da organização. Segundo a Polícia Federal, o envolvimento dela foi descoberto por meio do marido,  preso na primeira fase da operação.
Conforme a PF, o esquema movimentou cerca de 30 milhões de reais até o momento. Antes da ação de hoje, os policiais já tinham prendido 30 pessoas, confiscado 15 armas de fogo, apreendido 15 veículos roubados e recuperado mais de 500 mil em cargas roubadas.
Um integrante do grupo está foragido. A polícia suspeita que ele esteja na Inglaterra e, por isso, pedirá o apoio das autoridades inglesas e da Interpol para prendê-lo. Os envolvidos responderão pelos crimes de roubo qualificado, cárcere privado, lavagem de dinheiro, organização criminosa, tráfico de drogas e receptação.
A Operação Hicsos I permitiu aos investigadores identificarem os financiadores do crime de receptação, que vão desde empresários do comércio a políticos. Nesta primeira fase, 104 envolvidos nos roubos foram presos. Os criminosos implantavam falsas barreiras para abordar caminhões em diversas rodovias. 
Segundo a polícia, o grupo analisava a carga de cada veículo parado e anunciava o assalto quando se deparava com itens de alto valor. Para facilitar a ação, os criminosos usavam equipamentos para evitar o rastreamento dos veículos.

Suspeita invade casa, dopa mulher e rouba bebê da vítima em MG

Após perceber que a vítima estava inconsciente, a autora do crime foi ao quarto e raptou o recém-nascido

Suspeita invade casa, dopa mulher e rouba bebê da vítima em MG
Uma mulher é suspeita de dopar uma mãe e roubar a filha dela, de apenas 5 meses, na manhã desta quinta-feira (10). O caso aconteceu em Cabo Verde (MG), na casa da vítima, que fica às margens da BR-146, próximo a São Bartolomeu.
Segundo informações da Polícia Militar, a mulher teria ido ao local, ofereceu uma bebida à mãe, que desmaiou em seguida. Após perceber que a vítima estava inconsciente, relatou o G1, foi ao quarto e raptou o recém-nascido.
A tia da criança e irmã da mãe acionou a polícia após presenciar a mulher caída ao chão. Ela contou à corporação que a suspeita teria ido à residência onde a criança estava no dia anterior para ver o bebê. Ninguém suspeitou de nada.
"E as informações que a gente tem, elas estão baseando-se em pessoas que já conheciam os hábitos do casal e, lógico, no momento não tem como falar de suspeitos. Mas a linha de investigação já conta com algumas pessoas sim", afirmou o tenente César Vanuny Nunes, da Polícia Militar. A mãe foi levada para o hospital em Cabo Verde, onde ficou em observação.
Fonte: Notícias ao minuto

CNH vencida há mais de 30 dias não será cancelada

CNH vencida - Habilitação - Projeto de lei
Voltou a circular ontem em redes sociais e no WhatsApp um boato criado em agosto de 2016 e que trata de um tema caro aos brasileiros: a Carteira Nacional de Habilitação (CNH).
Segundo a notícia falsa, reencarnada pelo blog Central G20 e replicada em outros sites, o Senado aprovou uma lei que cancela as carteiras de motorista após 30 dias do vencimento delas e faz com que, depois desse prazo, seja necessário passar por todas as aulas e todos os testes para voltar a dirigir. A nova regra, diz o boato, passaria a valer a partir do dia 25 de outubro.
O texto, replicado abaixo, é acompanhado do tradicional pedido dos inventores de lorotas online para expandir o alcance delas: “avise seus amigos e parentes”.
O Senado Federal aprovou nesta segunda feira um projeto de lei n° 155/2017 que cancela automaticamente toda e qualquer CNH com mais de 30 dias de vencimento.
A lei visa diminuir o número de motoristas com carteiras de habilitação irregulares, além de aumentar a arrecadação de dinheiro por meio do DETRAN.
De acordo com parlamentares, a lei passará a valer a partir do dia 25/10/2017, prazo estipulado para que todos os motoristas se regularizem com o órgão.
Em caso de não atualização da CNH no prazo de 30 dias úteis, o documento será cancelado, e o motorista terá que cumprir do início com todas as provas, teóricas e práticas e exames médicos e psicológicos.
Faça sua parte. Avise seus parentes e amigos. Quanto antes tomarem as medidas para a atualização, menos dor de cabeça irão ter.
Para começo de conversa, o projeto de lei informado pela notícia falsa, de número 155/2017, sequer pretende cancelar carteiras de motorista vencidas há mais de 30 dias para “diminuir o número de carteiras de habilitação irregulares” e “aumentar a arrecadação” do DETRAN.
Projeto de Lei do Senado (PLS) 155/2017, de autoria do senador Telmário Mota (PTB-RR), quer alterar a lei nº 10.048, aprovada em 2000, para dar prioridade de atendimento a pessoas com deficiência “em qualquer serviço prestado por repartições públicas, empresas concessionárias de serviços públicos e instituições financeiras”.
A proposta de Mota quer garantir nestes serviços, por exemplo, intérpretes de Libras no auxílio ao atendimento a deficientes auditivos, além de “outros profissionais capacitados”. O PLS 155/2017 tramita na Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa do Senado e tem como relator o senador Romário (Podemos-RJ).
Além de o projeto de lei “informado” no boato não corresponder ao projeto de lei em curso no Senado, a Casa se posicionou no Twitter para desmentir a notícia falsa, ressaltando que esta não é a primeira vez em que teve que lidar com a lorota sobre o cancelamento das CNHs vencidas (veja abaixo).

Fachin rejeita incluir Temer no inquérito do ‘quadrilhão’

Ministro Luiz Edson Fachin durante sessão plenária do STF - 21/06/2017
O ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), rejeitou, por considerar “desnecessária”, a inclusão do presidente Michel Temer (PMDB) e dos ministros Eliseu Padilha (Casa Civil) e Moreira Franco (Secretaria-Geral da Presidência), como formalmente investigados no inquérito que apura uma suposta organização criminosa formada por membros do PMDB na Câmara dos Deputados no âmbito da Operação Lava Jato. O pedido foi feito pelo procurador-geral da RepúblicaRodrigo Janot.
Para Fachin, não faz diferença incluir ou não Temer no “quadrilhão”, já que Janot poderá analisar em conjunto os fatos desta investigação e os do inquérito em que o presidente é investigado com base nas delações da JBS – junto com Rodrigo Rocha Loures – por supostos crimes de participação em organização criminosa e obstrução a investigações.
Neste sentido, o ministro do STF, deferindo uma parte do pedido de Rodrigo Janot, determinou que a Polícia Federal conclua, em um prazo de 15 dias, a investigação em andamento no inquérito do “quadrilhão”, para que a PGR possa analisar as duas investigações paralelamente e decidir se apresenta ou não denúncia com base nos fatos apurados.
A reportagem procurou as assessorias de imprensa do Planalto e do ministro Eliseu Padilha e ainda não obteve manifestação. A assessoria de Moreira Franco diz que o ministro não vai comentar por enquanto.

O pedido de Janot

No pedido de Janot, com base em relatório da PF, o procurador-geral afirmava que a organização criminosa investigada a partir da delação da JBS é apenas um “desdobramento” da que já era investigada no inquérito 4327, que tramita no Supremo e engloba 15 parlamentares, ex-parlamentares e assessores do PMDB. Para o procurador-geral da República, “não se trata de uma nova investigação contra o presidente da República, mas de uma readequação daquela já autorizada no que concerne ao crime de organização criminosa”.
Entre os investigados no inquérito do “quadrilhão do PMDB” estão o ex-deputado federal Eduardo Cunha (PMDB-RJ), preso em Curitiba, o ex-ministro Henrique Eduardo Alves, preso em Natal, o doleiro Lúcio Funaro, preso em Brasília, o líder do governo no Congresso, André Moura (PSC-SE), o deputado federal Arnaldo Faria de Sá (PTB-SP), a ex-prefeita Solange Almeida e o lobista Fernando Falcão Soares, o Fernando Baiano, um dos delatores da Lava Jato.

Suspeição

Como primeira providência diante de um pedido da defesa de Michel Temer, Fachin concedeu prazo de cinco dias para que Rodrigo Janot se manifeste sobre o pedido de suspeição apresentado contra ele pelo presidente. Na última terça-feira, Temer solicitou que Janot seja impedido de atuar no caso JBS por falta de imparcialidade.
Por meio de seu advogado, Antônio Claudio Mariz de Oliveira, Temer alegou que “já se tornou público e notório que a atuação do procurador-geral da República, em casos envolvendo o presidente da República, vem extrapolando em muito os seus limites constitucionais e legais inerentes ao cargo que ocupa”.
“Não estamos, evidentemente, diante de mera atuação institucional”, disse Mariz, em uma das 23 páginas endereçadas a Edson Fachin. À Corte, a defesa do peemedebista afirmou ainda que Rodrigo Janot tem “uma obsessiva conduta persecutória”.
A primeira acusação formal do procurador-geral contra Michel Temer – no caso JBS, por corrupção passiva – foi recusada pela Câmara dos Deputados por 263 votos a 227, na semana passada.
Fonte: veja.com

segunda-feira, 7 de agosto de 2017

Médico piauiense desenvolve técnica de planejamento cirúrgico revolucionária

Aurus3.jpg

Os rins são os órgãos responsáveis pela filtração de substâncias que precisam ser eliminadas do nosso corpo. São órgãos pares situados abaixo da caixa torácica, e medem cerca de 11 centímetros de comprimento, por sete de largura e quase três de espessura. São essenciais para o corpo porque removem todas as impurezas carreadas pelo sangue.
Quando surge algum problema, como o desenvolvimento de um tumor, por exemplo, precisam ser removidos. Quando esta remoção afeta apenas um deles, menor o problema. Mas quando os rins não trabalham com eficiência causam um transtorno enorme ao paciente que precisa submeter-se periodicamente a um procedimento de filtração artificial do sangue, denominado Hemodiálise. A qualidade de vida do paciente é muito afetada por problemas renais, sujeitando-o a uma vida difícil para manter seu organismo livre das impurezas resultantes da própria atividade do metabolismo do corpo humano.
O que parece ser um verdadeiro calvário, causado pela remoção de rins pode estar com os dias contados. O médico piauiense Aurus Dourado Menezes desenvolveu, em parceria com colegas, técnicas cirúrgicas minimamente invasivas na remoção de tumores cancerígenos renais. Realizando cirurgias aqui mesmo em Teresina, Dr. Aurus Dourado conseguiu desenvolver técnicas aprimoradas, antecedidas pelo planejamento de suas cirurgias. Aliando técnica médica com o uso da tecnologia de hologramas e a impressão 3D, Aurus consegue antevê toda a situação do paciente antes de realizar o procedimento cirúrgico.
Durante sua formação, Aurus Dourado fez treinamento no Hospital Henri Mondor em Paris, França, com um dos maiores especialistas em cirurgias utilizando robótica do mundo, Dr. Claude Abbou (veja na galeria). A aplicação destas técnicas revolucionárias tem gerado convites para ministrar clínicas tecnológicas em instituições internacionais como a Universidade de Leipzig, na Alemanha. Atualmente médicos de vários países testam o protocolo desenvolvido pelo Dr. Aurus Dourado para cirurgias minimamente invasivas nos rins.
Aurus Dourado fez uma palestra em maio deste ano no maior festival de Divulgação Científica do mundo que ocorreu em mais de 100 cidades, incluindo Teresina: o Pint of Science. Se você não assistiu a palestra pode vê-la aqui:.
Apesar de muitos percalços nossa ciência vem se desenvolvendo e proporcionando coisas boas para o mundo. Precisamos apenas aumentar os investimentos, porque talento temos de sobra. Aurus Dourado é um bom exemplo.
Fonte: cidadeverde.com

Homem é baleado nas costas durante tentativa de assalto


Resultado de imagem para samu Pi

Neste final de semana, um homem foi baleado nas costas durante uma tentativa de assalto na cidade de Parnaíba, litoral do Piauí.
A vítima foi atingida nas costas. Ele correu até uma lanchonete, onde foi socorrido pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) e depois encaminhado ao Hospital Estadual Dirceu Arcoverde (HEDA).
Segundo informações repassadas pela polícia, o atirador e seu comparsa fugiram em uma motocicleta, modelo Fan.
A Polícia ainda não tem informações precisas do que de fato ocorreu e nem de quem atirou na vítima, mas acredita que tenha sido uma tentativa de assalto.
Uma guarnição do Grupamento do 2º Batalhão de Polícia Militar realizou diligências na região, mas os suspeitos não foram localizados.
Fonte: Com informações do Blog do Pessoa

Novas delações podem afetar inquéritos contra Temer, diz Janot

Presidente é investigado por suspeita de obstrução de Justiça e organização criminosa

© Ueslei Marcelino / Reuters
POLÍTICA PGRO procurador-geral da República, Rodrigo Janot, afirmou em entrevista ao jornal Folha de S. Paulo que "colaborações em curso" podem contribuir nas investigações contra o presidente Michel Temer por suposta obstrução de Justiça e participação em organização criminosa. Atualmente, a PGR negocia as delações do deputado cassado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) e do operador Lúcio Funaro, ambos presos pela Lava Jato. Janot evitou citar nomes, mas afirmou que espera que os políticos desse porte entreguem outros nomes de peso.
"O cara está neste nível aqui [faz um sinal com uma mão parada no ar], ele tem que entregar gente do andar para cima [mostra um nível acima com a outra mão]. Não adianta ele virar para baixo, não me interessa", explicou.
O procurador-geral também classificou como "política" a rejeição da denúncia por corrupção passiva contra o presidente.
"A Câmara não barrou a denúncia. A Câmara faz um julgamento político de conveniência sobre a época do processamento penal do presidente. Fiz meu papel, cada instituição tem que fazer o seu. A Câmara entendeu que não era convenientemente o momento para o processamento do presidente. Que a Câmara agora arque com as consequências. Agora, a denúncia continua íntegra, em suspenso esperando o final do mandato. Acabou o mandato, a denúncia volta e ele (Temer) será processado por esses fatos que estão ali imputados, que são gravíssimos".






Em mensagem de celular, Cunha diz que propina 'atrasa, mas não falha'

A Polícia Federal produziu uma relatório a partir de mensagens obtidas no celular do deputado cassado Eduardo Cunha (PMDB-RJ). As conversas revelam esquemas de pagamento de propina para integrantes de seu partido.


Em uma das conversas, de 2012, o o ex-presidente da Câmara Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN) agradece um repasse. “Chegou! Valeu. Agradeça lá”, diz ele, sobre o pagamento indevido. Cunha responde: “Claro, não tinha dúvidas. Aqui se atrasa, mas não falha”.
De acordo com o jornal O Globo, o celular de Cunha foi foi apreendido pela PF em buscas feitas em dezembro de 2015. O relatório foi concluído em dezembro do ano passado e enviado ao Supremo Tribunal Federal (STF). O sigilo do documento foi retirado somente agora.
O relatório mostra, ainda, que Cunha orientava aliados a a votarem medidas provisórias de acordo com seus interesses e influenciava a nomeação de cargos públicos.
Fonte: Notícias ao minuto




sexta-feira, 4 de agosto de 2017

Grazi e Rafael Cardoso ‘flagrados’ em cenas de sexo no TO.

Rafael Cardoso e Grazi Massafera - Fotos
Um anônimo fotografava a natureza no Morro do Limpão, no Tocantins, quando de repente se deparou com uma cena que irá ao ar a partir de outubro na Rede Globo: dois atores, que ele diz serem Grazi Massafera e Rafael Cardoso, estavam como vieram ao mundo, em uma sequência picante na caçamba de uma caminhonete. Trata-se se uma cena dos primeiros capítulos de O Outro Lado do Paraíso, folhetim de Walcyr Carrasco que sucederá A Força do Querer, de Gloria Perez, na faixa das nove.
“Minha sorte de paparazzi! Artistas da @redeglobo em cenas de sexo no Morro do Limpão em Palmas, TO, para a próxima novela das 9”, escreveu o fotógrafo Marcelo Belarmino, que usa o perfil Birdsv0v no Instagram, na legenda das cinco imagens do “flagrante” que publicou na rede social, onde se descreve como advogado, jornalista e técnico em agricultura, além de fotógrafo. Em algumas fotos, é possível ver um microfone da produção.
Belarmino não afirma na legenda tratarem-se de Grazi e Rafael, mas, questionado por um seguidor, confirmou:
Conversa de Marcelo Belarmino, que se identifica como birdsv0v no Instagram (Reprodução/Instagram.
Em outro comentário, Belarmino disse não ter visto qualquer roupa nos atores, nem tapa-sexo, apenas um roupão ao final da gravação. Ele ainda comemorou o “flagrante”. “#deusebrasileiro”, escreveu em uma das hashtags (#) que acompanham a legenda.
Conversa de Marcelo Belarmino, que se identifica como birdsv0v no Instagram (Reprodução/Instagram)
Vilã, a personagem de Grazi Massafera vai seduzir o personagem de Rafael Cardoso, que voltará a viver um mocinho no horário nobre. Na última vez em que trabalhou com Walcyr Carrasco, vale lembrar, Grazi viveu uma modelo que se drogava e se prostituía, e ia parar na Cracolândia. Sua atuação, ótima, rendeu uma indicação ao Emmy Internacional.
Confira as fotos abaixo:

Temer inicia retaliação e exonera aliados de traidores da base

Presidente Michel Temer
O presidente Michel Temer (PMDB) exonerou aliados de deputados dissidentes da base aliada que ocupavam cargos na administração federal. As demissões até agora envolvem apadrinhados de parlamentares do PSDB e do Centrão, grupo integrado por PP, PSD, PR e PTB, e fazem parte da retaliação do Palácio do Planalto aos que declararam voto a favor do prosseguimento da denúncia por corrupção passiva contra Temer.
As exonerações começaram no mesmo dia da votação da denúncia contra Temer no plenário da Câmara, na última quarta-feira. Naquele dia, o governo exonerou Thiago Maranhão Pereira Diniz Serrano do cargo de superintendente regional do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) da Paraíba. Para o lugar dele, nomeou Bartolomeu Franciscano do Amaral Filho.
Maranhão tinha sido indicado pelo deputado Pedro Cunha Lima (PSDB-PB). O parlamentar integra o movimento dos “cabeças-pretas”, como ficaram conhecidos integrantes da ala jovem do PSDB que defendem o desembarque do partido do governo. Cunha Lima foi um dos 21 deputados do PSDB que votaram a favor da continuidade da denúncia contra Temer.
Nesta sexta-feira, foi publicada no Diário Oficial da União (DOU) a exoneração do engenheiro Vissilar Pretto do cargo de superintendente regional do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) de Santa Catarina. A demissão foi uma retaliação a Jorginho Mello (PR-SC), responsável pela indicação de Pretto. Mello foi um dos nove deputados do PR que votaram pela abertura de investigação contra Temer.

Cobrança

Parlamentares que se mantiveram fiéis ao presidente cobram do Palácio do Planalto punição a deputados da base aliada que votaram contra Temer. Integrantes do Centrão ameaçam, inclusive, votar contra a reforma da Previdência, caso não haja retaliação. O argumento é de que, se o governo não fizer isso, deputados leais a Temer na votação da denúncia se sentirão desobrigados a votar a favor da mudança nas regras previdenciárias.
Para lideranças do Centrão, se não houver punição aos dissidentes, deputados da base aliada que foram fiéis a Temer vão acabar cedendo às pressões de suas bases eleitorais para votar contra a reforma. Segundo um líder do grupo, o pensamento comum dos parlamentares é: se posso manter os cargos votando contra, por que vou votar a favor e ficar “apanhando” nas bases eleitorais?
Temer escalou aliados para mapear deputados que traíram o governo na votação da denúncia. Os responsáveis por fazer esse levantamento são o líder do governo na Câmara, Aguinaldo Ribeiro (PP-PB), e o vice-líder Beto Mansur (PRB-SP). A ideia é que eles procurem conversar com os deputados que prometeram votar com o governo, mas que, na hora de declarar a posição no plenário, mudaram de ideia.
Temer conseguiu barrar a denúncia com 263 votos, mas previsões de integrantes da base aliada mostravam que esse número poderia chegar a 300 deputados. Entre as traições inesperadas estão, por exemplo, as de Luiz Carlos Heinze (PP-RS), e do cantor Sérgio Reis (PRB-SP). Os votos favoráveis ao prosseguimento da denúncia somaram 227, menos do que os 342 necessários para enviar a acusação ao Supremo Tribunal Federal (STF).
(Com Estadão Conteúdo)

Lula: 'Querem economia, mas gastam R$ 14 bi para se manter no poder'

O ex-presidente Lula voltou a fazer duras críticas ao governo de Michel Temer, nesta sexta-feira (4), durante encontro com moradores, indígenas, entidades e empresários da Zona Sul de São Paulo. 
"Eles agora querem fazer economia, mas nunca cortando as coisas deles. O Temer acabou de gastar R$ 14 bilhões para se garantir no poder, que economia é essa? Em cima do feijão, dos direitos dos trabalhadores?", indagou. 
"A gente colocou o pobre dentro da economia e ele deixou de ser problema e passou a ser solução. E o pessoal reclamava do Bolsa Família. É esmola para quem dá gorjeta de R$ 90 depois que enche a cara de uísque. Para uma mãe, você da R$ 100 e ela coloca comida na mesa para os filhos", ressaltou Lula.
O ex-presidente, condenado pelo juiz Sérgio Moro a 9 anos e meio de prisão, no mês passado, por corrupção passiva e lavagem de dinheiro, no caso que envolve o triplex no Guarujá (SP), também voltou a se colocar como presidenciável para 2018, ao dizer que resolveria a crise do país. "Se eles não sabem como resolver o problema desse país, que deixem quem sabe resolver", concluiu.
O petista preferiu tirar por menos a sentença do juiz federal, responsável pela Lava Jato em primeira instância, e manteve o discurso de otimismo. A decisão cabe recurso e o petista pode aguardar em liberdade.
"Minha mãe morreu analfabeta com 70 anos, mas nunca reclamava: ela sempre achava que no outro dia ia melhorar. Se eles acham que contando mentira a meu respeito vão me fazer abaixar a cabeça, eles não sabem o que é um nordestino que sobreviveu à fome com sete anos de idade", disse.

Brasil vai propor exclusão da Venezuela do Mercosul

© Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasi

Um dia antes de receber os ministros das Relações Exteriores do Mercosul, o chanceler brasileiro Aloysio Nunes informou que o governo vai propor a suspensão da Venezuela do bloco sul-americano.
"É intolerável que nós tenhamos no continente sul-americano uma ditadura. Houve uma ruptura da ordem democrática na Venezuela.
E, por consequência, o Brasil vai propor que ela seja suspensa do Mercosul até que a democracia volte", escreveu em postagens em sua conta no Twitter.
Nunes ainda ressaltou que "um governo democrático não pode conviver, de braços cruzados, com uma ditadura ao nosso lado".
A fala do político brasileiro refere-se à instalação da Assembleia Constituinte na Venezuela, ocorrida nesta tarde, e que teve uma votação criticada pela maior parte das potências mundiais. A oposição acusa o pleito de ter sido fraudado.
Apesar do tom brasileiro, a proposta deve enfrentar resistência dentro do bloco, especialmente, do governo uruguaio. Apesar de Brasil e Argentina estarem alinhados na questão sobre a Venezuela, não há consenso dentro do grupo para uma suspensão - como foi visto recentemente na reunião entre os chefes de Estado do bloco em Mendoza no dia 21 de julho. Com informações da ANSA.

quarta-feira, 2 de agosto de 2017

Bate-boca na Câmara tem 'pixuleco' rasgado e chuva de dinheiro
Deputados discutem durante denúncia contra o presidente Michel Temer, em Brasília
© Reprodução Deputados discutem durante denúncia contra o presidente Michel Temer, em Brasília
O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM), deu uma bronca nos deputados durante a sessão da tarde desta quarta-feira que analisa a denúncia contra o presidente Michel Temer (PMDB) sob suspeita de corrupção passiva.
O tumulto teve início quando o deputado Paulo Pimenta (PT-RS) discursava no plenário e um dos congressistas gritou “cala a boca, babaca!”. Na sequência, o deputado Wladimir Costa (SD-PA), que carregava dois ‘pixulecos’ —boneco do ex-presidente Lula em trajes de presidiário— começou a bater um boneco contra o outro no ar.
Irritados, parlamentares da oposição rasgaram um dos brinquedos e atiraram os pedaços de plástico pelo plen ário.  “Vocês acham mesmo que jogar boneco de um para o outro é uma imagem bonita para o Brasil?”, esbravejou Maia no microfone. 
Em meio à confusão, o deputado petista Carlos Zarattini atirou cédulas de dinheiro falsas para o alto, provocando uma  nova reprimenda do presidente da Casa. “Deputado Zarattini, o senhor é líder do PT, o senhor não deveria estar jogando dinheiro para cima!”, afirmou Maia. “Está todo mundo errado aqui”, disse.
Maia então se dirigiu a Wladmir Costa e o autorizou a exibir o pixuleco. “Pode mostrar o boneco, mas não pode fazer o som”. E prosseguiu, após protestos de opositores: “mostrar ele pode, vocês podem também”.
Durante a confusão, o deputado Bohn Gass (PT-RS) caiu no chão. Um parlamentar bateu com uma mala de papel na cabeça de outro congressitas,
Fonte