JORNAL TERESINA NEWS
loading...

sábado, 18 de agosto de 2018

Pai de menino do Paraná que emocionou internet com honestidade morre em acidente de trânsito


Alessandro Monteiro de Sousa pilotava uma moto na PR-439, em Santo Antônio da Platina, e foi atingido por um carro. Família participou do Caldeirão do Huck e ganhou prêmio de R$ 30 mil.
Fonte: G1
O pai do menino que, em 2017, emocionou a internet com honestidade morreu em um acidente de trânsito na noite de quinta-feira (16) em Santo Antônio da Platina, no norte do Paraná.

Alessandro Monteiro de Sousa, de 37 anos, pilotava uma moto na PR-439. Um carro acabou batendo contra a moto, de acordo com a Polícia Militar (PM). Os ocupantes do automóvel tiveram ferimentos leves.

O corpo de Alessandro foi sepultado por volta das 17h30 deste sexta-feira (17), no Cemitério Municipal São João Batista. O velório foi realizado na capela da Funerária Santo Antônio.


Pai do menino que ficou conhecido pela honestidade é enterrado em Santo Antônio da Platina

Alessandro Monteiro era montador de móveis. Em dezembro do ano passado, a família dele participou do quadro "Agora ou Nunca", do Caldeirão do Huck, e ganhou o prêmio de R$ 30 mil.
 Acidente aconteceu na PR-439; carro atingiu a moto que o pai do menino pilotava  (Foto: Antonio Picoli/Tribuna do Vale)
Acidente aconteceu na PR-439; carro atingiu a moto que o pai do menino pilotava (Foto: Antonio Picoli/Tribuna do Vale)

Relembre a história
O garoto Alessandro Júnior Rodrigues de Sousa pediu R$ 1 a um funcionário da Companhia Paranaense de Energia (Copel), que tinha ido até a casa da família, em Santo Antônio da Platina, para cortar a luz por falta de pagamento.

O menino ganhou uma nota de R$ 5 para dividir com os irmãos e esperou o eletricista voltar para devolver o troco de R$ 2.

O caso ocorreu em 2016, mas ganhou notoriedade após a publicação nas redes sociais em outubro de 2017, quando o eletricista da Copel João Cândido compartilhou a história.
 Eletricista João Neto compartilhou a história de Alessandro em outubro do ano passado o e viralizou nas redes sociais (Foto: Rede Globo/Reprodução)

Eletricista João Neto compartilhou a história de Alessandro em outubro do ano passado o e viralizou nas redes sociais (Foto: Rede Globo/Reprodução)

No texto, acompanhado de uma foto das mãos do menino devolvendo R$ 2, o funcionário relatou que foi cortar a energia da família e, na saída, foi abordado pelo menino que pediu dinheiro.

Ao voltar, no fim da tarde do mesmo dia para religar a luz, foi recebido com entusiasmo pelo menino, que queria lhe devolver o troco.

Para Cândido, a atitude do menino de devolver o troco foi o maior exemplo de honestidade e responsabilidade que ele já tinha visto na vida.

Família mora em Santo Antônio da Platina, no norte do Paraná (Foto: NPDiário)
Família mora em Santo Antônio da Platina, no norte do Paraná (Foto: NPDiário)

sexta-feira, 17 de agosto de 2018

Moradores relatam medo durante explosão de agência em Altos: 'tudo tremeu'

Criminosos fortemente armados fizeram oito moradores reféns e explodiram a agência da Caixa Econômica nesta quinta-feira (16).
Fonte: G1 Pi
Moradores relatam medo com constantes roubos a bancos em Altos (Foto: Andrê Nascimento/G1 PI)
 Moradores relatam medo com constantes roubos a bancos em Altos (Foto: Andrê Nascimento/G1 PI)
Assustados com roubo de mais uma agência bancária em Altos, Norte do Piauí, moradores relataram medo e a falta de segurança na cidade. Na ação desta quinta-feira (16), cerca de 10 criminosos fortemente armados fizeram oito moradores reféns e explodiram a agência da Caixa Econômica.

O contador Carlos Augusto Oliveira contou ao G1, que estava trabalhando em seu escritório quando a quadrilha chegou. O estabelecimento, que também é sua casa, fica próximo da agência.
"Eu estava trabalhando às 2h20, quando ouvi os criminosos chegando à rua, já atirando. Eles pararam na frente e eu pude ouvir os suspeitos andando e conversando sobre o crime. Demorou uns 20 minutos até a primeira explosão", relatou.
 Bandidos explodiram agência da Caixa em Altos (Foto: Andrê Nascimento/G1 PI)
Bandidos explodiram agência da Caixa em Altos (Foto: Andrê Nascimento/G1 PI)

Segundo o morador, as primeiras explosões foram sentidas em seu escritório localizado a três casas antes da agência. Para ele, a ação foi a mais violenta registrada na cidade, com mais disparos e explosivos.
"Dentro do meu escritório tudo tremeu, teto, paredes, computador. No último crime na mesma agência eu estava dormindo, não ouvi nada, mas dessa vez o caso foi mais grave. Houve mais explosões, além dos tiros", declarou Carlos Augusto.

Os tiros efetuados pelo bando ficaram marcados nas fachadas dos prédios, portões de casas e até mesmo de orelhão da cidade. Comerciantes descobriam pela manhã  
o tamanho da violência utilizada pela quadrilha. Um morador mostrou os projéteis colhidos no seu estabelecimento, que fica quatro ruas da agência.

Ex-marido é principal suspeito de mandar executar corretora no Rio


Justiça decretou prisão de homem e do primo desse suspeito apontados como autores do assassinato. Crime teria sido motivado por divórcio litigioso. Filho da vítima disse que 'papai mandou matar mamãe'

Fonte:Estadão

O Portal dos Procurados divulgou cartaz oferecendo recompensa de R$ 1 mil por informações que permitam a prisão deles Foto: Polícia Civil
ctv-tj9-corretora

RIO -  A Polícia Civil do Rio concluiu que a corretora de imóveis Karina Garofalo Pereira, de 44 anos, assassinada nesta quarta-feira na Barra da Tijuca, zona oeste carioca, foi morta a mando do ex-marido, Pedro Paulo Barros Júnior, de 47 anos. Ela voltava para casa ao lado do filho de 13 anos, após almoçar em um shopping, quando um homem encapuzado e armado atirou e fugiu em um carro. O crime, segundo a Polícia, foi cometido por um primo de Pereira Júnior, Paulo Maurício Barros Pereira.
Os dois suspeitos tiveram a prisão temporária, por 30 dias, decretada nesta quinta pela Justiça. Até o início da noite, não havia informação sobre as prisões. Policiais passaram o dia nas ruas, tentando prender a dupla.

cães são atropelados de propósito por enfermeira em São Luis

Imagem mostra que Ana Giselle Atan seguiu os cachorros até encontrar o momento exato de cometer o atropelamento

Fonte: O Estado do Maranhão
Resultado de imagem para cães atropelados em São Luis

SÃO LUÍS – Novo vídeo que circula nas redes sociais mostra que a enfermeira identificada como Ana Giselle Ferreira Atan planejou o ataque aos dois cachorros. A cena foi gravada em uma rua do bairro Residencial Pinheiros, em São Luís. Um dos cachorros morreu na hora e outro foi levado ao hospital com vários ferimentos. O caso repercutiu nacionalmente e várias celebridades se manifestaram na internet. O crime foi registrado na delegacia do meio ambiente de São Luís.
Nessas novas imagens feitas por câmeras de monitoramento de uma residência localizada na rua onde o atropelamento dos cachorros foi registrado é possível ver que a enfermeira segue um dos cachorros, que caminha pela calçada, e espera até a hora em que os dois animais param na frente do seu veículo. Em seguida, ela comete o atropelamento.

Após a repercussão do vídeo mostrando a enfermeira Ana Giselle Ferreira Atan atropelando dois cachorros, no bairro Residencial Pinheiros, em São Luís, a Ordem dos Advogados do Brasil no Maranhão (OAB-MA) e o Conselho Regional de Enfermagem (Coren-MA) divulgaram nota de repúdio, em relação ao ato covarde da enfermeira. Ela, inclusive, foi afastada de suas funções em uma empresa que presta serviço para a Secretaria Estadual de Saúde.

Veja o Vídeo:

No Brasil, maltratar animais é considerado crime ambiental, conforme prevê o art. 32 da Lei nº 9.605, de1998, com pena de detenção de três meses a um ano e multa.